quarta-feira, 19 de julho de 2017

Efêmero


Do pó eu vim e ao pó voltarei
O que minhas mãos tocaram terá seu fim
Em vasos de barro ponho tudo o que eu tenho
Pra que nada do que eu tenha seja meu

Me ensina a contar os meus dias
Pra que nenhum dia se perca sem Ti
És o bem mais precioso que tenho
E Te tenho porque me escolhestes pra Ti

Que eu tenha somente o necessário
Pois no muito predomina a arrogância
E com o pouco pode vir a blasfêmia
Presente eterno, Tu és tudo o que eu preciso
 
Que meu coração esteja em Ti
Que meu coração se encha de Ti
Pra que minha boca manifeste teu louvor

Sol


Quando faz frio, teu sol me aquece
Quando está escuro, teu sol me ilumina
Acima de todas as nuvens, tua luz ainda brilha

Replandece sobre mim com o nascer do sol
E como a aurora, brilha em meu céu
Traz cor e vida. Tua cor e vida

O Sol da Justiça vem pela manhã
Trazendo um novo dia pro meu coração
Misericórdia e graça renovadas

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Senhor de todas as coisas


Durante a caminhada, tu és meu guia
Quando o frio é forte, tua mão aquece o meu dia
Ainda que o choro me tome uma noite
É na manhã que eu te sinto renovar

A tua graça, misericórdia, o teu amor
Me redimiu, me constrangeu, me libertou
É na fraqueza que encontro força em ti, Senhor.
Seja pra ti o meu viver

Não há lugar em que eu me esconda do teu olhar
Se subo aos céus ou se desço ao abismo, ali estás
Mas vem morar dentro do meu ser, faz de mim um altar
Opera em mim o teu querer

Toda a honra seja dada a Ti
Todo o louvor seja somente pra Ti
És o princípio, o meio e o fim
Senhor de todas as coisas
Tens o universo inteiro em tuas mãos
Mas te importas com o meu coração
O teu amor vai muito além da razão
Te vejo em todas as coisas